Notícias O.C.S.S.J.

S. Nuno de Santa Maria festejado em Vila Viçosa e Lisboa

No passado dia 6 de Novembro, dia de S. Nuno de Santa Maria, a Ordem esteve presente em dois eventos dedicados a este Santo português. Em Vila Viçosa, estiveram presentes S.S.A.A.R.R. os Duques de Bragança, S.E. o Lugar-Tenente actual da Ordem do Santo Sepulcro, acompanhado por dois Lugar-Tenentes Eméritos.

 

Em Lisboa, em Santo Condestável, Igreja capitular da Ordem do Santo Sepulcro, festejou-se o Santo Padroeiro desta paróquia, tendo participado na Santa Missa, 26 Cavaleiros e 8 Damas da nossa Ordem.

 

A Procissão Litúrgica formou do lado de fora da porta Norte da Sacristia da Igreja. Em primeiro lugar a Cruz e os respectivos Ceroferários; seguiu-se o estandarte de S. Nuno, levado por um Cavaleiro da Ordem e logo após o estandarte da Ordem; atrás as Damas e os Cavaleiros, devidamente formados por graus e por antiguidade dentro de cada grau; imediatamente atrás o presidente da Celebração, o Cav. Rev. Pe. Luís Almeida, que se encontrava acompanhado pelo Rev. Pe. Aníbal, Provincial dos Salesianos, que também concelebrou.

 

Cavaleiros e Damas foram devidamente arrumados no local do costume, a Capela de N.ª Sr.ª do Rosário, que constitui o transepto, do lado da porta da Sacristia e em alguns outros bancos da nave lateral direita da Igreja.

 

A saída fez-se com toda a Ordem participando também da Procissão Litúrgica, presidindo o referido Pe. Aníbal, pois o Pe. Luís Almeida quedou-se ao fundo da Igreja, para cumprimentar os fiéis.

 

Já na Sacristia, o Chanceler, que na ausência do Lugar-Tenente, enquadrava a representação da Ordem, dirigiu palavras de saudação à Família Salesiana, congratulando-se com a estreita colaboração com a Paróquia do Santo Condestável e protestando, em nome da Ordem do Santo Sepulcro, prestar todo o apoio à Paróquia, na qual, por determinação de Sua Eminência o Senhor Cardeal-Patriarca de Lisboa, passou a estar sediada.

Primeira Quinta-feira de Novembro em Coimbra

Por não ocorrer em Coimbra o mesmo circunstancialismo que determinou a suspensão, quanto a Lisboa, da celebração da devoção das Primeiras Quintas-feiras, reuniu-se, como é habitual, no dia 3 de Novembro, no Centro Pastoral Irmã Lúcia, a maioria dos elementos da Ordem do Santo Sepulcro para, na Santa Missa das 19h30, assinalar devidamente a ocasião.

 

Presidiu o seu respectivo Reitor, o Rev. Pe. Francisco Prior Claro, agora já na qualidade de Cavaleiro da Ordem, ostentando, sobre o peito, o respectivo colar com a Pentacruz.

 

Como sempre, as Leituras foram asseguradas por elementos da Ordem, tendo-se rezado pelos Cristãos da Terra Santa, pela Ordem do Santo Sepulcro, pelos seus membros e pela sua Missão na Terra Santa e no mundo.

 

A anteceder a Bênção final, o Chanceler do Conselho da Lugar-Tenência, que se encontrava presente, subiu ao Ambão, salientou a importância que a entrada do Celebrante na Ordem significa e felicitou-o pela sua recente Investidura, tendo, igualmente, agradecido o acolhimento e permanente empenho sempre dedicado à Ordem e aos seus elementos de Coimbra e da Região Centro.

 

Seguidamente e, a convite do Chanceler, Cavaleiros, Damas e restantes fiéis presentes, rezaram, como já é costume, em uníssono, a Oração dos Cavaleiros e Damas.

 

Seguiram-se algumas palavras do Celebrante sobre a forma como assumia a sua Investidura, no anterior fim-de-semana, em Évora e sobre o que tal acto significou para a sua pessoa. Prometeu toda a dedicação ao Serviço da Ordem, aos seus objectivos e ao apoio que, como Sacerdote da Ordem, é necessário e devido aos elementos da Secção Centro, muito em especial aos elementos radicados em Coimbra.

 

Com a Bênção Solene final, terminou a tocante celebração desta Primeira Quinta-feira de Novembro.

Cerimónias de Investidura em Évora

Évora recebeu no passado fim-de-semana as Cerimónias de Investidura da Lugar-Tenência de Portugal.

 

A Velada de Armas decorreu na Igreja do Convento de Nossa Senhora da Graça e foi presidida por S.E.R. o Senhor Arcebispo de Évora D. Francisco Senra Coelho, Prior da Secção Sul da Lugar-Tenência de Portugal. No dia seguinte, S.E.R. o Senhor Núncio Apostólico D. Ivo Scapolo acompanhou o Senhor Arcebispo de Évora na cerimónia de Investidura celebrada na Sé Catedral.

 

No Domingo, todos participaram na Santa Missa em Honra de Nossa Senhora Rainha da Palestina, e de Acção de Graças, na igreja de Nossa Senhora do Carmo.

 

Estiveram presentes nestas cerimónias membros do Grão-Magistério, Lugar-Tenentes da Europa e membros de outras Lugar-Tenências.

D. Manuel Clemente enaltece legado do cónego João Seabra

Cardeal patriarca presidiu, emocionado, à missa exequial do amigo e colega de seminário. Presidente da República participou na celebração e viu na multidão que acorreu à Sé “sinal do que foi a vida dele”, uma figura que marcou a Igreja e a sociedade portuguesa (aqui).

Missa de Corpo Presente do Cónego João Seabra celebrada na Sé – Ordem do Santo Sepulcro em Guarda de Honra

Na sequência das informações difundidas, relacionadas com a morte do Cavaleiro Comendador Rev. Cónego P.e João Maria Félix da Costa Seabra, congregaram-se, na Sé Catedral de Lisboa, cerca de trinta Cavaleiros e Damas, encabeçados por S.E. o Senhor Lugar-Tenente em exercício, acompanhado por dois Lugar-Tenentes Eméritos e alguns membros do Conselho da Lugar-Tenência.

 

Com a Sé cheia (e quase tantas pessoas no adro, como dentro da Sé) foi rezada Santa Missa de Corpo Presente, presidida por Sua Eminência o Senhor Cardeal-Patriarca de Lisboa e concelebrada pelos Seus Bispos Auxiliares, Reverendos Cónegos da Sé de Lisboa e algumas dezenas de Sacerdotes.

 

Presente o Chefe de Estado e S.A.R. o Príncipe da Beira, D. Afonso de Bragança, o qual se encontrava em representação da Casa Real Portuguesa.

 

Na Homilia, o Senhor D. Manuel Clemente, agradeceu a presença de todos, que considerou ser indiciária do muito positivo trabalho, ao longo de toda a vida do Cónego João Seabra, de que salientou os vários Colégios que fundou, o movimento Comunhão e Libertação e as suas funções como Capelão da Universidade Católica.

 

Também a Lugar-Tenência de Portugal lhe devia muitíssimo, atento o cuidadoso labor executado quando exerceu as funções de Cerimoniário Religioso, em época que correspondeu ao relançamento da Ordem em Portugal.

 

O corpo do Cónego João Seabra foi na ocasião objecto da devida Guarda de Honra, nos termos do competente Regulamento da Ordem do Santo Sepulcro, sendo recebido à entrada na Sé por dois Cavaleiros da Ordem do Santo Sepulcro, devidamente uniformizados, que o acompanharam até junto do altar-mor, ali tendo ficado postados até ao início da Santa Missa. Imediatamente antes do início da Santa Missa fez-se a rendição daqueles por outros dois Cavaleiros, também uniformizados, que se mantiveram nessa missão até ao final, tendo ladeado a urna até à sua saída da Sé.

 

Posteriormente seguiu o féretro para Valada do Ribatejo, terra natal da família do Cónego João Seabra.

 

Como é prática habitual em relação a todos os memvbros da Ordem do Santo Sepulcro, quando o Senhor os chama a Si, a alma do Cónego João Seabra será sufragada, na Sede e nas várias Secções da Lugar-Tenência, nas Missas da Ordem da Primeira Quinta-feira de Julho.


Notícias O.C.S.S.J.

S. Nuno de Santa Maria festejado em Vila Viçosa e Lisboa

No passado dia 6 de Novembro, dia de S. Nuno de Santa Maria, a Ordem esteve presente em dois eventos dedicados a este Santo português. Em Vila Viçosa, estiveram presentes S.S.A.A.R.R. os Duques de Bragança, S.E. o Lugar-Tenente actual da Ordem do Santo Sepulcro, acompanhado por dois Lugar-Tenentes Eméritos.

 

Em Lisboa, em Santo Condestável, Igreja capitular da Ordem do Santo Sepulcro, festejou-se o Santo Padroeiro desta paróquia, tendo participado na Santa Missa, 26 Cavaleiros e 8 Damas da nossa Ordem.

 

A Procissão Litúrgica formou do lado de fora da porta Norte da Sacristia da Igreja. Em primeiro lugar a Cruz e os respectivos Ceroferários; seguiu-se o estandarte de S. Nuno, levado por um Cavaleiro da Ordem e logo após o estandarte da Ordem; atrás as Damas e os Cavaleiros, devidamente formados por graus e por antiguidade dentro de cada grau; imediatamente atrás o presidente da Celebração, o Cav. Rev. Pe. Luís Almeida, que se encontrava acompanhado pelo Rev. Pe. Aníbal, Provincial dos Salesianos, que também concelebrou.

 

Cavaleiros e Damas foram devidamente arrumados no local do costume, a Capela de N.ª Sr.ª do Rosário, que constitui o transepto, do lado da porta da Sacristia e em alguns outros bancos da nave lateral direita da Igreja.

 

A saída fez-se com toda a Ordem participando também da Procissão Litúrgica, presidindo o referido Pe. Aníbal, pois o Pe. Luís Almeida quedou-se ao fundo da Igreja, para cumprimentar os fiéis.

 

Já na Sacristia, o Chanceler, que na ausência do Lugar-Tenente, enquadrava a representação da Ordem, dirigiu palavras de saudação à Família Salesiana, congratulando-se com a estreita colaboração com a Paróquia do Santo Condestável e protestando, em nome da Ordem do Santo Sepulcro, prestar todo o apoio à Paróquia, na qual, por determinação de Sua Eminência o Senhor Cardeal-Patriarca de Lisboa, passou a estar sediada.

Primeira Quinta-feira de Novembro em Coimbra

Por não ocorrer em Coimbra o mesmo circunstancialismo que determinou a suspensão, quanto a Lisboa, da celebração da devoção das Primeiras Quintas-feiras, reuniu-se, como é habitual, no dia 3 de Novembro, no Centro Pastoral Irmã Lúcia, a maioria dos elementos da Ordem do Santo Sepulcro para, na Santa Missa das 19h30, assinalar devidamente a ocasião.

 

Presidiu o seu respectivo Reitor, o Rev. Pe. Francisco Prior Claro, agora já na qualidade de Cavaleiro da Ordem, ostentando, sobre o peito, o respectivo colar com a Pentacruz.

 

Como sempre, as Leituras foram asseguradas por elementos da Ordem, tendo-se rezado pelos Cristãos da Terra Santa, pela Ordem do Santo Sepulcro, pelos seus membros e pela sua Missão na Terra Santa e no mundo.

 

A anteceder a Bênção final, o Chanceler do Conselho da Lugar-Tenência, que se encontrava presente, subiu ao Ambão, salientou a importância que a entrada do Celebrante na Ordem significa e felicitou-o pela sua recente Investidura, tendo, igualmente, agradecido o acolhimento e permanente empenho sempre dedicado à Ordem e aos seus elementos de Coimbra e da Região Centro.

 

Seguidamente e, a convite do Chanceler, Cavaleiros, Damas e restantes fiéis presentes, rezaram, como já é costume, em uníssono, a Oração dos Cavaleiros e Damas.

 

Seguiram-se algumas palavras do Celebrante sobre a forma como assumia a sua Investidura, no anterior fim-de-semana, em Évora e sobre o que tal acto significou para a sua pessoa. Prometeu toda a dedicação ao Serviço da Ordem, aos seus objectivos e ao apoio que, como Sacerdote da Ordem, é necessário e devido aos elementos da Secção Centro, muito em especial aos elementos radicados em Coimbra.

 

Com a Bênção Solene final, terminou a tocante celebração desta Primeira Quinta-feira de Novembro.

Cerimónias de Investidura em Évora

Évora recebeu no passado fim-de-semana as Cerimónias de Investidura da Lugar-Tenência de Portugal.

 

A Velada de Armas decorreu na Igreja do Convento de Nossa Senhora da Graça e foi presidida por S.E.R. o Senhor Arcebispo de Évora D. Francisco Senra Coelho, Prior da Secção Sul da Lugar-Tenência de Portugal. No dia seguinte, S.E.R. o Senhor Núncio Apostólico D. Ivo Scapolo acompanhou o Senhor Arcebispo de Évora na cerimónia de Investidura celebrada na Sé Catedral.

 

No Domingo, todos participaram na Santa Missa em Honra de Nossa Senhora Rainha da Palestina, e de Acção de Graças, na igreja de Nossa Senhora do Carmo.

 

Estiveram presentes nestas cerimónias membros do Grão-Magistério, Lugar-Tenentes da Europa e membros de outras Lugar-Tenências.

D. Manuel Clemente enaltece legado do cónego João Seabra

Cardeal patriarca presidiu, emocionado, à missa exequial do amigo e colega de seminário. Presidente da República participou na celebração e viu na multidão que acorreu à Sé “sinal do que foi a vida dele”, uma figura que marcou a Igreja e a sociedade portuguesa (aqui).

Missa de Corpo Presente do Cónego João Seabra celebrada na Sé – Ordem do Santo Sepulcro em Guarda de Honra

Na sequência das informações difundidas, relacionadas com a morte do Cavaleiro Comendador Rev. Cónego P.e João Maria Félix da Costa Seabra, congregaram-se, na Sé Catedral de Lisboa, cerca de trinta Cavaleiros e Damas, encabeçados por S.E. o Senhor Lugar-Tenente em exercício, acompanhado por dois Lugar-Tenentes Eméritos e alguns membros do Conselho da Lugar-Tenência.

 

Com a Sé cheia (e quase tantas pessoas no adro, como dentro da Sé) foi rezada Santa Missa de Corpo Presente, presidida por Sua Eminência o Senhor Cardeal-Patriarca de Lisboa e concelebrada pelos Seus Bispos Auxiliares, Reverendos Cónegos da Sé de Lisboa e algumas dezenas de Sacerdotes.

 

Presente o Chefe de Estado e S.A.R. o Príncipe da Beira, D. Afonso de Bragança, o qual se encontrava em representação da Casa Real Portuguesa.

 

Na Homilia, o Senhor D. Manuel Clemente, agradeceu a presença de todos, que considerou ser indiciária do muito positivo trabalho, ao longo de toda a vida do Cónego João Seabra, de que salientou os vários Colégios que fundou, o movimento Comunhão e Libertação e as suas funções como Capelão da Universidade Católica.

 

Também a Lugar-Tenência de Portugal lhe devia muitíssimo, atento o cuidadoso labor executado quando exerceu as funções de Cerimoniário Religioso, em época que correspondeu ao relançamento da Ordem em Portugal.

 

O corpo do Cónego João Seabra foi na ocasião objecto da devida Guarda de Honra, nos termos do competente Regulamento da Ordem do Santo Sepulcro, sendo recebido à entrada na Sé por dois Cavaleiros da Ordem do Santo Sepulcro, devidamente uniformizados, que o acompanharam até junto do altar-mor, ali tendo ficado postados até ao início da Santa Missa. Imediatamente antes do início da Santa Missa fez-se a rendição daqueles por outros dois Cavaleiros, também uniformizados, que se mantiveram nessa missão até ao final, tendo ladeado a urna até à sua saída da Sé.

 

Posteriormente seguiu o féretro para Valada do Ribatejo, terra natal da família do Cónego João Seabra.

 

Como é prática habitual em relação a todos os memvbros da Ordem do Santo Sepulcro, quando o Senhor os chama a Si, a alma do Cónego João Seabra será sufragada, na Sede e nas várias Secções da Lugar-Tenência, nas Missas da Ordem da Primeira Quinta-feira de Julho.

Actualize a informação sobre a Ordem de Cavalaria do Santo Sepulcro de Jerusalém
e sobre a Terra Santa, através do site da Lugar-Tenência de Portugal.

Tel: +351 211 329 998

Fax: +++++++++

Igreja do Santo Condestável Rua Saraiva de Carvalho 1350-318 Lisboa

© Ordem de Cavalaria do Santo Sepulcro de Jerusalém

Desenvolvido por:

Web design por:


Actualize a informação sobre a Ordem de Cavalaria do Santo Sepulcro de Jerusalém
e sobre a Terra Santa, através do site da Lugar-Tenência de Portugal.


Tel: +351 211 329 998


Fax: +++++++++


Igreja do Santo Condestável Rua Saraiva de Carvalho 1350-318 Lisboa

© Ordem de Cavalaria do Santo Sepulcro de Jerusalém

Desenvolvido por:

Web design por: